Flora

Na região do PEC predomina a ocorrência de três grandes tipos de fisionomias florestais, a saber: (1) Floresta Aberta com Bambu + Floresta Aberta com Palmeira; (2) Floresta Aberta com Palmeira + Floresta Aberta com Bambu; e (3) Floresta Aberta com Bambu dominante e Floresta Aberta com Bambu em áreas aluviais. Em contraste com a Amazônia Central e Oriental, onde predominam as Florestas Densas, a paisagem no estado do Acre é caracterizada pela presença das Florestas Abertas. Enquanto naquelas o dossel é formado por árvores grandes que tocam os seus ramos e copas, determinando uma cobertura mais densa ao nível desse estrato, as Florestas Abertas recebem essa denominação em função do dossel apresentar uma densidade menor de árvores grandes. Essas florestas têm um sub-bosque dominado por palmeiras, bambus, cipós e plantas herbáceas de grande porte, geralmente denominadas sororocas.

Durante os estudos efetuados para a instrução deste Plano de Manejo (Expedição de Reconhecimento, julho de 2007; Avaliação Ecológica Rápida, fevereiro e agosto de 2008; Sobrevôos, 2007 e 2008), foi evidenciada a presença de mais um elemento fitofisionômico para esta região, a Floresta Tropical Caducifólia. A característica mais marcante da vegetação do PE Chandless é o comportamento caducifólio do dossel das suas florestas nas áreas de terra firme. Esta é a principal razão que impede a classificação das formações florestais da UC como Floresta Ombrófila Aberta, conforme proposto no manual técnico da vegetação brasileira (IBGE, 1992). De acordo com o plano de manejo, a classificação das florestas do PE Chandless a possibilidade de denominá-las Florestas Tropicais Semicaducifólias ou Caducifólias.

O Parque está localizado no centro de distribuição do bambu no sudoeste da Amazônia. O bambu é uma tipologia florestal com uma dinâmica interessante, com ciclos de mortalidade e rebrotamentos e com uma fauna associada específica. Uma associação bastante evidente e interessante é a relação entre aves e bambu, que já vem sendo pesquisada na Unidade.

A vegetação caracteriza-se pela ampla ocorrência de florestas de bambu e palmeiras, dominadas e dominantes. Há cerca de três espécies de bambu do gênero Guadua que ocorrem na área. Apesar do pouco conhecimento da flora regional, alguns fatos indicam que a área apresenta características típicas de área de transição entre a parte leste e oeste do Estado do Acre – o que a torna ainda mais importante para conservação.